A seção FLASBACK é para séries antigas e canceladas. DÚVIDAS? REVIEW DE EPS. PILOTS são para as pessoas que estão a procura de séries novas e querem saber se ela vale a pena assistir ou não, então nela haverá reviews somente de primeiros episódios das séries novas que estão chegando.

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Review: Alphas - 1x11 Original Sin

Season Finale Parte 1 nos dá reviravoltas incríveis e mostra que a série está aqui para ficar.




"Original Sin" foi uma grande season finale Parte 1, mostrou reviravoltas que eu nunca esperaria que acontecesse e nos deu um ótimo capítulo final, mas que na verdade a história central está recém começando. Alphas é uma série maravilhosa sobre pessoas que tem poderes, ela é diferente em muitas maneiras e a season finale mostrou de como a série é tudo isso. Fiquei comovida em várias cenas, principalmente a cena final. Além de tudo isso ganhamos um grande vilão, o fundador e líder de Red Flag, Stantin Parish.


 

Obviamente sabia que a season finale seria um bom episódio, as season finales geralmente são, mas "Original Sin" não parou desde o momento que começou. A filha de Dr. Rosen aparece sendo perseguida logo no começo e está para ser morta quando a equipe de Alphas consegue impedir. Sempre sabia que Rosen tinha uma filha, mas não sabia que ela iria de fato fazer parte da história principal. O nome dela é Danielle e confesso que não gostei muito da personagem, principalmente quando descobrimos algo inesperado na cena final. Ela é importante, muito mais importante que todos pensavam que seria.

Bill e Gary são as pessoas que descobrem a verdade sobre Stantin Parish depois da dica da garota invisível, Griffin. Eles descobrem que Parish é a peça principal do quebra cabeças, que ele na verdade não envelhece, e que ele é o principal líder de Red Flag. Com isso a equipe descobre uma reunião que ele programou para as pessoas que fazem parte do grupo terrorista, fazendo com que a autoridade programe um ataque de captura em massa. Dr. Rosen descobre que Parish está manipulando todo mundo, e que na verdade ele quer que as pessoas de Reg Flag sejam capturadas porque eles queriam expôr a verdade sobre os Alphas para o mundo e Parish não quer isso.

O ataque da polícia no armazém é uma cena fantástica, havendo lutas entre Alphas contra Alphas e cenas em câmera lenta. A cena no armazém, no entanto, é uma cena e tanto para Gary. Ele sabe que Anna está lá dentro e mesmo sabendo que ele não pode entrar ele o faz. Com seu autismo ele se assusta com tudo e não gosta de ser tocado, mas como lá dentro está um caos tudo dá errado, ainda mais quando é permitido uso de armas de fogo pela líder da operação. Há balas para toda parte e Gary está no meio de tudo isso, fiquei com o coração na mão porque ele não sabe se defender. Quando ele encontra Anna no meio de tudo, devo dizer que fiquei a beira das lágrimas. A atuação de Ryan Cartwight estava fantástica e pude ver o desespero nos olhos de Gary. Eu gostava de Anna, e preciso mencionar que neste episódio ela estava a cara da Natalie Portman, sério, foi assustador.



O que era para ter sido uma captura em massa, se tornou um massacre, fazendo assim a equipe de Dr. Rosen a pensar no que eles realmente estão envolvidos. Há dúvidas, mas Rosen mais uma vez com suas palavras faz com que eles pensem a respeito de suas decisões. A cena final é nada menos que fantástica. Rosen prova que é um ótimo líder e que fará de tudo para proteger os Alphas e acabar com a Red Flag. O final merece aplausos de pé por sua obra prima e por ter sido algo que eu nunca esperava. Espero muito da Parte 2. A 2° temporada tem de tudo para dar certo.


OBS.: Os gifs deste post não são de minha autoria, mas sim de pessoas talentosas do Tumblr.

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Facebook Themes